HOMEnossa causacomo fazemosImpacto socialpor que doarquem somosfale conosco
Nossa Causa
Projeto Amazonas Sem Fronteiras leva
Educação Tecnológica ao coração da Floresta

A exemplo da Índia, que se tornou um grande polo mundial como indústria de software e serviços de TI – Tecnologia da Informação com atuação no mercado global, o objetivo do Amazonas sem Fronteiras é transformar a realidade de comunidades no interior do Amazonas e de jovens em vulnerabilidade social ou com algum tipo de deficiência, que tenham terminado o nível fundamental de ensino e ou estejam cursando o ensino médio.

A partir do conceito contemporâneo de espaços multifuncionais e otimizados, a instalação de Centros de Educação Tecnológica que possam funcionar como ESCOLAS-INCUBADORAS-CENTROS DE INOVAÇÃO E PESQUISA em regiões inóspitas, de forma que os cidadãos dessas localidades tenham acesso fácil à internet a partir de um hub de conectividade. Neste caso, o 1º Centro de Educação Tecnológica terá como sede a cidade de Juruá e abrigará aulas presenciais e a distância ligando 8 subpolos do interior, totalmente distantes da capital do estado, Manaus, o que significa horas e em alguns casos muitos dias de barco, única forma de acesso a alguns destes locais.

O projeto possibilita que essas comunidades possam se empoderar do conhecimento para assumir o desenvolvimento sustentável de suas próprias regiões através do conhecimento, da tecnologia, do uso da Internet das Coisas (IoT), da formação tecnológica e de novas tendências de TI, podendo assim alterar essa realidade de limitação e isolamento para um universo de infinitas possibilidades, podendo mudar os rumos de vulnerabilidade econômica a que estão submetidos.

Uma questão de sustentabilidade e cidadania!

Os mesmos rios da Amazônia que transformam o Brasil em um dos países com a maior reserva de água doce do mundo e que faz com que tenha uma das maiores biodiversidades aquáticas e terrestres do planeta, o que de uma certa forma preserva e protege tamanha riqueza e patrimônio mundial é o que também dificulta o acesso e acaba por isolar as comunidades e povos tradicionais dessa região.

De acordo com dados da região, cerca de 790 mil pessoas tem algum tipo de deficiência no Estado do Amazonas e mais de 1 milhão enfrentam dificuldades para ter acesso à educação, cursos técnicos e formação tecnológica. A proposta busca trazer novas alternativas para mudar essa matriz econômica do interior do Estado, com base no binômio: educação e acesso à tecnologia, o que não é simples de se resolver em se tratando das adversidades e características locais específicas, onde até luz é difícil de chegar, ainda mais a internet.

A realidade do Estado do Amazonas reflete hoje essa discrepância entre a total riqueza em todos os sentidos principalmente no que tange à biodiversidade e potencial mineral (está dentre as mais ricas regiões do Planeta Terra, ou talvez a mais rica) e, a impossibilidade da chegada de informações ao amazônida e povos tradicionais, de forma que gere oportunidades de sustentabilidade e desenvolvimento que correspondam à abundância dos recursos existentes, bem como de forma a inserir definitivamente e dignamente essas comunidades. Além de novas formas de geração de renda, oportunidades de trabalho, economia criativa, empoderamento sócio-econômico e acesso à educação tecnológica.

“Os conceitos de desenvolvimento local através de clusters (polos) de capital social são ferramentas preciosas no processo de dinamização de ações estratégicas dos municípios. A dinâmica econômica de base local está caracterizada pelo incentivo de iniciativas e empreendimentos que se complementam, maximizando as potencialidades de produção, comércio, serviços e consumos locais.” (The Competitive Advantage of Nations, (1990b), Michael Porter.)

Com a proposta de romper diversas fronteiras: do isolamento, da vulnerabilidade social, do conhecimento, da tecnologia, do desenvolvimento local e da desigualdade total e absoluta, o projeto também fortalece saberes locais, leva respeito, dignidade e valoriza os verdadeiros guardiões da floresta, trazendo novas perspectivas e possibilidades de desenvolvimento para o interior da Amazônia e também apresenta a importância desta região para o Brasil e para o mundo, de dentro para fora, com o apropriamento da tecnologia por estas comunidades.

Copyright © 2017 Amazonas sem Fronteiras - Todos os direitos reservados
compartilhe
este projeto